Texto elaborado pela Bolsista de graduação em Nutrição, Juliana Guin Ballock e revisado pelas nutricionistas Maisa Martins e Vanessa Chaia.

Que a alimentação é de extrema importância para a vida todo mundo já sabe, mas você sabia que há um grande desperdício tanto de alimentos quanto de nutrientes desde a colheita até o consumo dos mesmos?

“Segundo a ONU, cerca de um terço de todos os alimentos é perdido ou desperdiçado em todo o mundo no caminho que vai desde a produção da comida até o seu consumo, ao mesmo tempo em que 800 milhões de pessoas encontram-se subnutridas” (ONU, 2015).

Ainda segundo a ONU, o Brasil tem um gasto de 12 bilhões de reais com o desperdício de alimentos todos os anos (ONU, 2010).

Esse desperdício gera aumento do volume de lixo produzido e, consequentemente, aumento na produção de gases poluentes. “O desperdício de alimentos é responsável por 8% das emissões de gases que causam o efeito estufa” (ONU, 2015).

Por meio do Aproveitamento Integral dos Alimentos podemos otimizar a oferta dos nutrientes que os alimentos nos oferecem, diminuir a produção de lixo e a produção de gases poluentes, e ainda reduzir os gastos financeiros com alimentação.

Esse conceito de preparo dos alimentos visa consumir as partes que geralmente são descartadas (talos, cascas, sementes, etc.), aumentando o valor nutricional das preparações e agregando sabor, além de caracterizar uma forma mais sustentável de preparar os alimentos.

 

Abaixo relacionamos alguns exemplos de partes/alimentos que podem (e devem!) ser aproveitados integralmente:

  • Folhas de: cenoura, beterraba, batata doce, nabo, couve-flor, abóbora, mostarda, hortelã e rabanete;
  • Cascas de: batata inglesa, banana, tangerina, laranja, mamão, pepino, maçã, abacaxi, berinjela, beterraba, melão, maracujá, goiaba, manga, abóbora;
  • Talos de: couve-flor, brócolis, beterraba, salsa, etc;
  • Entrecascas de melancia e maracujá;
  • Sementes de: abóbora, melão, jaca;
  • Pão amanhecido;
  • Pés, pescoço e carcaça de galinha.

Vale ressaltar que ainda há debates quanto aos benefícios nutricionais do consumo integral dos alimentos por conta dos agrotóxicos usados em sua produção que muitas vezes ficam retidos em maior concentração nas cascas. Por essa razão, é recomendado o consumo de alimentos da safra que apresentam menor quantidade de resíduos de agrotóxicos ou alimentos orgânicos provenientes principalmente de pequenos produtores e agricultura familiar.

Lembre-se sempre de higienizar bem os alimentos em geral, especialmente, quando for utilizar cascas, talos e folhas.

Para você se inspirar no aproveitamento integral de alimentos segue uma receita MARAVILHOSA de bolo de banana que utiliza a fruta na íntegra e farinha de rosca (feita com pão amanhecido ou torradas) ao invés de farinha de trigo.

 

BOLO DE BANANA COM CASCA

(Rendimento: 30 porções)

 

bololanutri

 

 

Ingredientes (massa)

  • 2 xícaras (chá) de casca de banana
  • 2 ovos
  • 2 xícaras (chá) de leite
  • ½ xícara (chá) de óleo
  • 2 xícaras (chá) de açúcar
  • 3 xícaras (chá) de farinha de rosca
  • 1 colher (sopa) de fermento químico em pó

Ingredientes (cobertura)

  • ½ xícara (chá) de açúcar
  • 1 ½ xícara (chá) de água
  • 4 bananas
  • Metade de um limão

Modo de Preparo

  • Higienizar as bananas, descascar e utilizar 2 xícaras de cascas para fazer o bolo.
  • Bater no liquidificador as gemas, o leite, o óleo, o açúcar e as cascas de banana.
  • Despejar essa mistura em uma vasilha e acrescentar a farinha de rosca. Mexer bem.
  • Por último, misturar delicadamente as claras em neve e o fermento.
  • Despejar em uma assadeira untada e enfarinhada. Levar ao forno médio preaquecido por aproximadamente 40 minutos.
  • Para a cobertura, dourar o açúcar em uma panela e juntar a água, fazendo um caramelo.
  • Acrescentar as bananas cortadas em rodelas e o suco de limão. Cozinhar. Cobrir o bolo ainda quente.

                                   BOM APETITE!!!

 

 

Bibliografia

Banco de Alimentos e Colheita Urbana: Aproveitamento Integral dos Alimentos. Rio de Janeiro: SESC/DN, 2003. 45 pág. (Mesa Brasil SESC Segurança Alimentar e Nutricional). Programa Alimentos Seguros. Convênio CNC/CNI/SEBRAE/ANVISA. ISBN: 85 89336-06-9 RECEITAS; APROVEITAMENTO DE ALIMENTOS; SOBRAS; ALIMENTAÇÃO INTEGRAL (pág 10). Disponível em: <http://mesabrasil.sescsp.org.br/media/1016/receitas_n2.pdf>. Acessado em: 13/07/2016

ONUBR, ONU anuncia o lançamento do primeiro padrão global para medir perda e desperdício de alimentos (2016). Disponível em: <https://nacoesunidas.org/onu-anuncia-o-lancamento-do-primeiro-padrao-global-para-medir-perda-e-desperdicio-de-alimentos/> Acessado em: 13/07/2016

Sabor na Rede, Aproveitamento Integral dos alimentos volume II, Prefeitura Municipal de Florianópolis. Secretaria Municipal de Educação. Disponível em: <http://www.pmf.sc.gov.br/arquivos/arquivos/pdf/17_08_2010_10.07.02.b0b905843dd510f8ac5f784860ff5809.pdf>. Acessado em: 13/07/2016

 Destaques 

  

Ensino 3

 Ensino

O INJC oferece o curso de graduação em Nutrição, um dos melhores da área, em ranking nacional, além do curso de Bacharelado em Gastronomia, o primeiro em instituição pública no sudeste do país. Nosso Programa de Pós-Graduação em Nutrição oferece Mestrado Acadêmico em Nutrição Humana, Mestrado Profissional em Nutrição Clínica e Doutorado em Ciências Nutricionais. Na formação em pós-graduação lato sensu, estão disponíveis curso de Especialização e residências multiprofissionais nos hospitais da UFRJ

Pesquisa 3

 Pesquisa

Nas linhas de pesquisa do INJC, vinculadas ao Programa de Pós-Graduação em Nutrição, são desenvolvidos projetos em Ciência dos Alimentos, Bioquímica Nutricional, Micronutrientes e Epidemiologia Nutricional. Outros projetos não vinculados a essas linhas oferecem oportunidades para alunos de graduação e lato sensu.  As linhas e projetos contam com corpo docente qualificado, apoio de agências de fomento e parcerias com outras instituições de ensino e pesquisa, contribuindo para produção do conhecimento e qualificação de recursos humanos. 

Extenso 1

 Extensão

  As ações de Extensão - projetos, cursos e eventos - atendem, em especial, o público externo à Universidade, viabilizando a relação transformadora entre universidade e sociedade. Os projetos se articulam com pesquisas aplicadas e atividades de ensino, contribuindo com benefícios que vão além das ações com os sujeitos envolvidos. Os cursos e eventos recebem público diversificado, além da comunidade universitária, e contribuem para a popularização e disseminação da informação, fruto do trabalho acadêmico desenvolvido pelo INJC.

 

 

   ouvidoriaufrj acessoainform   capes  cnpq  Faperj  paltaformalattes periodicos  link helpTIC   logolanutri LogoLADIGE

Ver quantos acessos teve os artigos
119659.5

Av. Carlos Chagas Filho, 373 , CCS, Bloco J / 2º andar , Cidade Universitária, Ilha do Fundão, Rio de Janeiro/RJ – CEP: 21941-902

Criado e atualizado por : Luciano Alvarez

UFRJ INJC - Instituto de Nutrição Josué de Castro
Desenvolvido por: TIC/UFRJ